terça-feira, 27 de abril de 2010

As Funções do Potássio para as Plantas

O potássio (K) desenvolve um papel vital em numerosas e importantes funções metabólicas da planta. O potássio é absorvido pela planta de duas maneiras: a primeira é a absorção do íon K+ da superfície das raízes por difusão,  um processo que não requer energia despendida pela planta; o segundo processo envolve o transporte do íon K+ através da membrana da raiz e liberá-lo no interior da mesma; este processo requer energia que a planta obtém pela respiração.
Em solos deficientes, o potássio pode se esgotar em menos de um dia. Há necessidade de liberar potássio para a solução do solo. Este processo se dá pela troca de cátions, onde o potássio trocável cede o seu lugar e migra para a solução do solo; daí a necessidade de manter uma quantidade de potássio no solo.
Algumas argilas têm a capacidade de fixar o potássio: é o chamado "potássio fixado". Entretanto, este íon K+ fixado pode ser trocado por outro cátion, como o íon NH3, de carga elétrica e tamanho semelhantes, com a consequente liberação do potássio para a solução do solo. Nesta solução, o potássio é móvel e sujeito, também, às perdas por lixiviação. Mas como a concentração de potássio na solução do solo é baixa, as perdas são menores. Mas isto não é o mesmo nos solos arenosos onde a capcidade de troca de cátions é baixa, e, portanto, ocorrerão perdas de potássio. O potássio age livre na planta: não forma compostos como acontece com o nitrogênio e o fósforo.
Uma função importante do potássio dentro da planta é o que diz respeito às reações enzimáticas. Inicialmente, a ação das enzimas depende da presença de ativadores. E um destes ativadores iniciais parece ser o potássio, o qual se move livremente no interior da planta. O potássio está intimamente ligado à fotossíntese e à produção de carboidratos na planta. Esta relação é, aparentemente, devida à influência do potássio no controle sobre o tamanho da folha; quanto menor o tamanho da folha, menor será a produção de carboidratos dentro da planta.
Tem sido reconhecido que níveis de potássio no solo podem influenciar a formação de proteínas no interior da planta. As plantas deficientes em potássio não sintetizam normalmente as proteínas. Isto têm importantes aplicações:  muitas culturas, como as forrageiras para a alimentação dos animais, crescem, principalmente, por suas proteínas. Pela fotossíntese, as plantas produzem açúcar e amido que se acumulam nas partes verdes das plantas; os produtos manufaturados são translocados para diferentes áreas, tais como as raízes e grãos.
A taxa de translocação, em uma planta deficiente de potássio, é cerca da metade da taxa normal de translocação em uma planta suficiente em potássio.
O potássio é vital na relação água-planta; ajuda a manter a pressão interna das células da planta e produção de frutos mais suculentos. O sistema radicular, em plantas deficientes em potássio, será menos profundo e pouco desenvolvido, o que prejudicará a absorção de água e nutrientes. O potássio, igualmente, tem papel importante nas reações enzimáticas, no metabolismo dos carboidratos e proteínas, na translocação do açúcar e do amido, na relação água-planta, e na divisão celular.

OUTROS ASSUNTOS
O Teor de K no solo

2 comentários:

  1. Professor gostaria de saber um pouco mas de aminoácidos em nutrição de vegetal.

    ResponderExcluir
  2. Professor quais os beneficios dos aminoácido na nutrição de vegetal qual sua opinião?

    ResponderExcluir

Comente, manisfeste a sua experiência, a sua dúvida, utilizando a parte de comentários.